29 de janeiro de 2010

Leite Creme

O meu marido já reclamava a falta do leite creme...
"Aqui está marido!"

Esta receita não é a que faço normalmente mas vale bem a pena experimentar.
Um doce bem simples em que a capa de açúcar caramelizado faz sucesso!


1 lata de leite condensado
1 l leite
4 gemas
2 c. sopa de maisena
casca de limão
açúcar (para caramelizar)

Levei o leite a ferver com a casca de limão.
À parte bati as gemas com o leite condensado e a maizena. Juntei o leite (retirada a casca de limão).
Levar novamente ao lume para engrossar. Verter em taças.
Polvilha-se comaçúcar e queima-se com um ferro para o efeito.

Fonte: Livro Doce, Nestlé.

21 de janeiro de 2010

Chili

Este é um prato tradicional da culinária mexicana e texana feito com vários tipos de feijão, carne moída, tomates e sem esquecer a pimenta, os cominhos, alho e oregãos.
Desde que vi a receita no blog La Pasta que já fiz umas duas ou três vezes, adaptando ligeiramente as quantidades e poucos ingredientes.
Atenção que estas quantidades alimentam 6 bocas muito à vontade!
Eis a minha versão:


600 gr de carne moída (usei de vitela)
400 gr de feijão vermelho
1 cebola picada
1 a 2 dentes de alho picados
1 ou 2 malaguetas (não usei)
1 Acticolher de azeite
1 c. chá cominhos
1 c. chá sementes de coentros
350 ml de caldo de galinha
(dissolvo 1 caldo knorr em água quente)
1 lata (390 gr) de tomate em pedaços PD
1 folha de louro
sal
pimenta preta
orégãos

Moer num almofariz os cominhos e as sementes de coentros.
Na Actifry, em 5 minutos, refogar a cebola e alho com o azeite e a folha de louro.
Juntar a carne, as especiarias moídas, o sal e pimenta acabada de moer, deixar alourar por outros 5 minutos.
Junto depois o tomate em pedaços e o caldo de galinha e acaba de cozinhar em 20 minutos.
Nos últimos 5 minutos adiciono o feijão e os orégãos.
Servi com arroz branco e batatas fritas.

19 de janeiro de 2010

Filetes de Peixe com Molho de Papaia

Gosto de variar a maneira como cozinho o peixe cá em casa.
Esta receita é muito prática. Enquanto a minha criança tomou a banhoca o peixinho ficou pronto no forno! E sucumbi ao fish and chips... A actifry tratou das batatas!
Se houver pequenos, retirar para eles o peixe sem levar o molho de papaia - que é o que leva o Tabasco!

750 gr filetes de peixe branco (bacalhau ou pescada)
azeite
1 lima, sumo
2 c. sopa de coentros frescos picados
sal
pimenta
1 papaia grande madura
1 c. sopa de sumo de laranja
1 c. sopa de sumo de lima
1 c. sopa de azeite
1 a 2 c. chá de molho de Tabasco



Coloca-se o peixe numa travessa de ir ao forno, pouco funda. Salpica-se de azeite e com sumo de uma lima. Polvilha-se com coentros picados e tempera-se de sal e pimenta.
Tapa-se a travessa com folha de alumínio e vai ao forno, pré-aquecido a 180ºC, por 15 minutos - até o peixe começar a lascar.
Fazer o molho: Deitar numa trituradora a polpa da papaia, os sumos de laranja e da lima, o azeite e o Tabasco a gosto.
Leva-se o molho a lume brando por 3 a 4 minutos. Tempera-se de sal e pimenta.
Servem-se os filetes de peixe nos sucos da cozedura com o molho de papaia por cima.
Pode-se decorar com quartos de lima.

Fonte: Cozinha Mexicana, Parragon.


12 de janeiro de 2010

Frango Biryani

Hoje o aroma que reina na minha casa é semelhante ao de um restaurante indiano!
Fiz esta versão do Frango Biryani que me parece uma adaptação da receita tradicional.
Demorou cerca de 1 hora a preparar e confeccionar! Para a próxima começo a cozer o arroz noutro tacho, o que deve reduzir este tempo drásticamente para cerca de metade! E francamente entendo o porquê de indicarem retirar o frango para fazer o arroz quando se pode fazer logo em simultâneo...
Mas enfim, hoje havia tempo. E foi tão delícioso fazer como provar!

Descobri já outras versões ainda mais interessantes por isso não se supreendam se aparecer um Frango Biryani II!
O pior foi este Chutney de Manga que já não agradou tanto! Foi até uma desilusão para mim! Mas ainda heide comparar com chutney de compra.

A receita é fotocopiada de um livro que não sei o nome... O mesmo de onde fotocopiei a Babotie.

2 c. sopa manteiga
4 c. sopa óleo amedoim
pedaço de gengibre, 2,5 cm
2 dentes de alho picados
1 pau de canela
1 c. chá coentros em grão, esmagados
2 sementes de cardamomo, sementes esmagadas
3 cravinhos
2 c. chá cominhos moidos
4 peitos de frango em tiras
1 cebola grande ou 2 pequenas em rodelas finas
sal
340 arroz basmati
2 knorr de galinha
1,180 l água
1 pitada de açafrão
1 folha de louro
1 c. chá noz moscada ralada
60 gr pistácios
35 gr passas de uva


Numa frigideira (usei um tacho grande), grande e funda, aloura-se, na manteiga e 2 c. sopa de óleo, o alho, o gengibre ralado, canela, coentros em grão, cardamomos, cravinhos e cominhos.
Junta-se as tiras de frango, salpicam-se de sal, deixa-se ganhar cor e retiram-se.
Ainda na frigideira, aloura-se a cebola em 2 c. sopa de óleo por 2 minutos, mexendo. Junta-se o arroz e deixa-se fritar um minuto. Junta-se o caldo de galinha (dissolvi 2 knorr em 1,180 l de água), o açafrão e o louro. Tempera-se de sal e deixa-se levantar fervura, mexendo.
Quando o arroz começar a secar, colocam-se as tiras de frango por cima e deixa-se cozinhar mais um pouco. Junta-se a noz moscada, os pistáchios e as passas.
Desliguei o lume e tapei o tacho. O arroz, desta forma, acaba de cozer.

Pode-se decorar com rodelas finas de 1 cebola, frita em azeite - até ficar crocante, que se salpica de coentros frescos.

Servir com Chutney de Manga, quem gostar.

11 de janeiro de 2010

Bifanas à Salsicheiro

-->
Esta receita não tem nada de especial, excepto, talvez, o facto de ser ultra rápida de preparar.
É com certeza recorrente nas cozinhas portuguesas. Hoje foi o nosso jantar!

500 gr bifanas
2 dentes de alho
azeite
margarina
1 dl vinho branco
tempero pimentão/louro Espiga
sal
1 frasco salsichas cocktail
1 lata cogumelos laminados
Temperar as bifanas com sal, alho picado, vinho e mistura Espiga. Deixar marinar pelo menos 15 minutos.
Numa frigideira com azeite e margarina fritar as bifanas escorridas.
Retirar, as bifanas.
Na mesma frigideira verter a marinada com as salsichas e os cogumelos e deixar cozinhar.
Volto a adicionar as bifanas para não as deixar arrefecer (está muito frio...).

Acompanhei com um puré e alface.

9 de janeiro de 2010

Massa com Red Fish

Se há coisa que detesto fazer na cozinha é arranjar peixe! Inevitávelmente as escamas escapam-se para tudo quanto é lado (eu incluida). Detesto! Se o compro fresco peço para me arranjarem o peixe e é uma alegria, mas se é congelado sobra para mim. E é uma pena porque gosto muito de comer peixe.

Ultimamente, enquanto o peixe ainda não descongelou por completo, opto por retirar a pele. Faço a incisão pelo dorso e depois é só puxar. E lá sai a pele com as escamas todas! Maravilha! E os comensais agradecem!


700 gr red fish
1/2 embalagem de delícias do mar
300 gr macarrão
1 pimento verde
1 cebola
2 dentes de alho
1 dl de polpa de tomate
4 c. sopa de azeite
1 folha de louro
1 raminho de salsa
sal


Arranjar o red fish e cozer em água com sal, escorrer, deixa-se amornar e lasca-se, retirando pele e espinhas. Passa-se o caldo da cozedura pelo passador de rede e reserva-se.
Refogar a cebola e o alho, picados finamente. Adiciona-se a polpa de tomate e o pimento em tiras e deixa-se cozinhar um pouco.
Acrescenta-se 1,2 l do caldo de cozer o peixe e junta-se o macarrão, o louro e o raminho de salsa. Tempera-se de sal (e quem gostar, de pimenta) e deixa-se cozinhar, em lume brando, mexendo de vez em quando, por uns 15 minutos.
Se for necessário junta-se mais um pouco de água do caldo.
Junta-se o peixe lascado e as delícias e envolve-se delicadamente.
Servir com um pãozinho para molhar no molho!

Receita adaptada da Teleculinária Janeiro, nº 1603.

8 de janeiro de 2010

Chutney de Manga

Fiquei indecisa entre esta e outra receita de Chutney de Manga, mas, a simplicidade do Jamie Oliver acabou por levar a melhor!
Vai servir para acompanhar um franguito...

Era para ter postado ainda ontem, mas queria descrever as medidas em gramas... fui medir na balança e... aqui está!


500 gr manga sem casca e em pedaços
1 cup (130gr) sultanas (usei pretas e douradas)

1 cup (210 gr) açúcar

2 chilis vermelhos picados, sem sementes (opcional)

250 gr gengibre picado finamente
(usei só 100 gr)
1 tsp açúcar mascavado


Envolver todos os ingredientes e levar ao lume. Quando levantar fervura reduzir a temperatura para o mínimo e deixar cozinhar até que a mistura fique consistente.
Conservar em frasco esterilizado.
Dura cerca de 1 semana. Depois de frio conservar no frigorífico.

Rende 2 frascos de 250 ml.

6 de janeiro de 2010

Galette des Rois aux Fruits Secs

Apaixonei-me pelas Galettes des Rois quando experimentei esta de chocolate. A Sandrine apresenta sempre Galettes lindas e super gulosas! Voltei a confiar no seu bom gosto... e não me arrependi!

Feliz Dia de Reis!

2 embalagens de massa folhada
170 gr amêndoas raladas
100 gr açúcar em pó
90 gr nozes
90 gr avelãs
100 gr amêndoas
80 gr damascos secos
20 gr maisena
4 ovos
1 gema



Tive uma ajuda preciosa...



Pré-aquecer o forno a 220ºC.
Com o rolo da massa, amassar os frutos secos dentro de um saco para que fiquem grosseiramente picados.
Picar os damascos.
Numa tigela bater os 4 ovos com açúcar. Adicionar a maisena e depois a amêndoa em pó batendo sempre. Depois envolver os frutos.
Forrar uma forma com uma base de massa folhada e verter o recheio.
Tapar com a outra massa folhada e fechar as bordas.
Pincelar com uma gema de ovo batida com um pouco de água.
Levar ao forno por 40 minutos.
Pode ser necessário tapar com uma folha de alúminio para não deixar queimar o topo.

5 de janeiro de 2010

Molotoff

Com tantas gemas que usei... inevitávelmente sobraram muitas claras!
Molotoff foi pudim que nunca me saiu especialmente bem, mas o deste Natal ficou mesmo bom!
Usei este caramelo e quando servi reguei as fatias com este molho... humm... uma delícia!
Guiei-me pelo que li algures por aqui.



8 claras
8 c. sopa açúcar
caramelo q. b.

E para que fique mesmo bom decorar com:
doce de ovos
fios de ovos

Bater as claras bem firmes com o açúcar.
Barrar a forma com caramelo e deitar as claras. Com uma colher fui aconchegando para evitar buracos na forma.
Ficou no forno, pré-aquecido, por 8 minutos a 180ºc.
Desligar e deixar no forno fechado por mais meia hora.


Acabei por arranjar doce e fios de ovos, mesmo a tempo de ir para a mesa e que contribuiram para que fosse o meu melhor Molotoff e o melhor que eu já provei!
Se bem que não provei assim tantos!!! Lol.

4 de janeiro de 2010

Picanha

Ontem grelhei esta picanha. O jantar foi muito rápido. E até nem era para ser este! Mas a ida ao Modelo acabou por me alterar os planos.
Também nunca me tinha ocorrido postar uma picanha grelhada. Mas, mais importante que a receita achei o preço desta peça de carne!
Comprei a €9,99/kilo e fiquei com 50% de desconto em cartão. Contas feitas, o kilo ficou a €5,00! É de aproveitar!
Não sei se ainda estará a vigorar a promoção, mas para quem puder espreitar o Modelo nestes próximos dias fica aqui a informação.

Agora a receita...
Ainda estão ai, certo? (lol)
1 peça de picanha
6 dentes de alho
2 c. sopa óleo


Fatiada a picanha, temperar de sal.
Num almofariz fazer uma pasta com os dentes de alho e o óleo.
Grelhar a picanha. Virar quando começar a aparecer o sangue na carne e nessa altura pincelar com um pouco de pasta de alho. Retirar quando voltar a aparecer sangue na carne.

Acompanhar com arroz branco, feijão preto, batatas fritas, banana frita (com umas nozes de manteiga), etc... Eu gosto disto tudo!

Fonte: Espreitei o blog da Elvira.

3 de janeiro de 2010

Salsichas Frescas com Bacon e Salva...

... ou Pigs in Blankets, um clássico britânico, segundo o J. Oliver.
Hoje mostro umas salsichas frescas que servi juntamente com o Peru de Natal, para agradar a gregos e troianos. Foi neste pirex que ainda se juntaram umas quantas almôndegas feitas com o preparado para o recheio.
São de simples preparação e por isso ideal recurso num dia em que a cozinha laborou a todo o vapor - cozinharam enquanto preparei o molho do peru!

Pela primeira vez publico algo que não provei! Mas, pelo menos ninguém se queixou...
Acham que é de fiar...?



salsichas frescas
bacon fatiado
salva fresca
azeite q. b.



Num pirex dispor algumas folhas de salva e regar com generoso fio de azeite.
Enrolar cada salsicha em 1 ou 2 fatias de bacon, entalando folhas de salva conforme mostra a imagem.
Dispor as salsichas no pirex e regar com mais um fio de azeite.
Levar a forno médio (180ºC) por apenas 30 minutos.


Há mais simples que isto?

Como dei a saber, quando o peru ficou pronto a bateria da máquina fotografica deu as últimas. Portanto não há foto final... Mas dá para imaginar o bacon tostadinho, não dá?

Fonte: video Jamie's Christmas

1 de janeiro de 2010

Sapateira Recheada

Já lá vai o tempo em que o fim de ano era motivo para grandes saidas e festas. Este ano foi cá por casa casa que brindamos a 2010! E foi bem animado...
A propósito já provaram o espumante Raposeira (meio seco)? Não sou nenhuma entendida no assunto, mas gostei muito!

Quem decidiu que haveria sapateira na mesa foi o Jumbo. Isso mesmo, o hipermercado! lol O preço estava convidativo e então a sapateira fez-se convidada!
O problema era que eu nunca tinha preparado sapateira antes... Nisto a minha mãe deu uma ajudinha!


1 sapateira cozida
1/2 pacote de delícias do mar picadas
4 c. sopa maionese
4 c. sopa pickles picados
1 c. sobremesa de ketchup
1 c. chá mostarda dijon
1 c. chá molho inglês
1 ovo cozido picado
salsa picada
sal


Foi picar e envolver tudo!

De longe prefiri os camarões fritos, temperados de sal e muito limão. Mas como faço sempre umas pastas para as tostas, esta veio mesmo a calhar.


PS - Muito obrigada a todos pelos votos de Boas Festas. Espero que nesta festa de Fim de Ano tenha corrido tudo bem a todos que me visitam! FELIZ 2010!!!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails