31 de agosto de 2017

Bolo de Abóbora com Pepitas de Chocolate

Quando chega o fim do Verão apetece destas coisas, doces de abóbora, tartes de abóbora, bolos de abóbora....
A abóbora deixa os bolos super húmidos e combina super bem com estas pepitas de chocolate. As minhas filhas adoraram e este bolo é dos que se repetem cá por casa.

Esta receita é americana e por isso deixo as medidas em chávenas e colheres. O puré de abóbora era do enlatado, um ingrediente acessível em qualquer supermercado americano. Como em Portugal nunca vi à venda decidi fazer. Apenas assei talhadas de uma abóbora inteira no forno. Salpiquei com flocos de sal com baunilha. Pode-se dar um toque com aquilo que se gosta mais ou se tem disponível em casa. Com uma varinha mágica faz-se a polpa em puré. Sobrou polpa que congelei para um próximo bolo e também usei numa sopa.

425 gr puré de abóbora assada
(reservar 2 c. sopa para o topping)
1/3 cháv. manteiga amolecida
1 cháv. açúcar moreno
1 1/4 cháv. açúcar
3 ovos temp. amb.
2 1/4 cháv. farinha
1 1/2 c. chá fermento
1 1/2 c. chá bicarbonato sódio
1 c. chá sal
2 c. chá canela em pó
1 c. chá noz moscada em pó
1 c. chá cravinho em pó
3/4 cháv. leite
1 cháv. pepitas de chocolate
1 cháv. pecans (opcional)
manteiga e farinha  q.b. para untar forma

Topping de queijo creme
120 gr queijo creme batido
2 c. sopa manteiga amolecida
2 c. sopa puré de abóbora
2 cháv. açúcar em pó
2 c. sopa leite
1 c. chá canela




Pré-aquecer o forno a 170ºc. Untar a forma com manteiga e polvilhar com farinha.
Bater o puré da abóbora com a manteiga e açúcar. Juntar os ovos, um por um.
À parte envolver a farinha com o fermento, o bicarbonato de sódio, sal, canela, noz moscada e cravinho. Gradualmente deita-se esta mistura em terços na mistura da manteiga alternando com o leite entre cada adição. Bater até ficar homegéneo. Envolve-se as pepitas de chocolate e pecans.
Deita-se na forma e deixa-se "cair" a forma na bancada 2 ou 3 vazes para não ficarem bolsas de ar na massa.
Vai ao forno por 70 a 85 minutos ou até o palito sair limpo.
Deixa-se arrefecer na forma por 10 minutos antes de desenformar.

Para o topping bate-se o queijo creme com a manteiga e o puré de abóbora reservado. Junta-se o leite e a canela e gradualmente o açúcar em pó. Pode-se juntar mais leite se pretender menos consistência.
Eu deitei também uns fios de toppping de chocolate que tinha no frigorifico.
 





26 de agosto de 2017

Doce de Chuchu

Fiquei de queixo caído com vi as fotografias da Susana Gomes no No Soup for You!
Então afinal posso fazer em casa um doce semelhante ao de gila com a maior das facilidades??? Quem gosta de doce de gila por favor experimente este seu primo porque vale bem a pena. Eu acho que nunca mais comprei doce de gila... E é perfeito para ofertas num frasco bonito! Não é fantástico?



800 g de chuchu ralado
350 g de açucar amarelo
1 pau de canela
2 cascas de limão (só a parte amarela)


Descascar os chuchus e ralar.
Colocar todos os ingredientes no copo da bimby e seleccione 30 min, temp 100º, vel colher inversa.
No final do tempo, retire o copinho e coloque o cesto por cima da tampa para evitar salpicos: 30 min, temp varoma, vel colher inversa.
Retire o pau de canela e as cascas de limão e coloque em frascos e deixe arrefecer.

21 de agosto de 2017

Bolo de Cenoura e Maçã

Se há bolos na blogosfera portuguesa que me deixam sempre a salivar são os da Maria João Barbeitos. Quando me dá ganas lá vou eu espreitar o blog ou o facebook e é cada um mais apetitoso que o outro...  Este facilmente me convenceu pelos seus ingredientes e sabe tão bem com uma chávena de chá...



50g de amêndoa picada fina
1 maçã ralada
1 cenoura ralada
4 ovos
220g de açúcar
2/3 de chávena de chá de óleo vegetal
200g de farinha
1 colher de chá de fermento em pó

Açúcar e canela para polvilhar




Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma forma de buraco com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Com a ajuda de um robot de cozinha, picar a amêndoa, a maçã e a cenoura separadamente. Reservar tudo junto numa taça.

Bater os ovos juntamente com o açúcar e o óleo vegetal. Juntar a farinha e o fermento em pó e bater apenas até estar integrado. Por fim adicionar a amêndoa, a maçã e a cenoura envolvendo com a ajuda de uma colher. Colocar a massa na forma e polvilhar com açúcar branco e canela a gosto. Levar ao forno cerca de 35 minutos. Verificar a cozedura, retirar do forno e desenformar.

10 de janeiro de 2017

Quesadillas

Numa revista do Jamie Oliver percebi o quão fácil é fazer quesadillas! Experimentei e desde então que tenho sempre uma embalagem de tortilhas pronta a utilizar. É excelente para limpar restos do frigorifico! Pode ser um lanche calórico, pode ser uma entrada quando o jantar está um pouco demorado... Quem gosta de piza gosta de quesadilhas e, tal como a primeira faz-se ao gosto do freguês: pedaços de frango, milho e uma rodela de ananás?; salmão, manga e camarões? Ou a versão de hoje que aproveita um bife de atum que sobrou. Experimentem que não se vão arrepender. 


 tortilhas
molho de tomate
atum
rodelas de azeitona
mozarela ou outros queijos ralados
pimento verde


Levar uma tortilha numa frigideira a lume médio a alto. Deitar o molho de tomate e espalhar. Dispor o atum, as azeitonas e o pimento e no fim o queijo e tapar com outra tortilha. Aguardar que o queijo derreta e cole as tortilhas, verificando que a tortilha que está por baixo não queima. Virar com a ajuda de uma espátula e deixar a outra tortilha tostar um pouco.
Servir cortada em quartos.

9 de janeiro de 2017

Laços Super Rápidos

Cá em casa a carne de vaca normalmente cozinha-se sempre em dobro. Compro porções de 1 a 1,2 Kg. Acabo por congelar metade para recorrer em dias mais apressados. A carne picada é ainda mais versátil e julgo que até à prova de maridos!!!! Qualquer prato com carne picada começa com um estrugido onde depois se acaba por fritar a carne com umas pedras de sal e pitadas de pimenta preta. A partir daqui se traça o resultado juntando mais ou menos ingredientes. Neste ponto, onde ainda não se decidiu o que vai ser desta carne, reservo sempre metade e congelo. E é sobre esta metade que vos quero falar!
Não é espectacular quando não temos a mínima ideia do que vamos fazer para o jantar e abrimos o congelador e vemos este tupperware? Quando chegamos tarde do posto médico com crianças e sem vontade de pegar em tachos... Ou quando o marido está sozinho com as crianças à hora da refeição... calma: está lá O Tupperware! Aposto que há mais como eu, que gostam de ter tupperwares "salva vidas" à espera de um sos no congelador!

Esta receita ganha aqui o seu lugar especialmente para o meu marido (e tu, B., também podes ver para ajudares o pai!). Portanto vamos lá começar com uma panela com água a ferver para ir cozendo a massa e enquanto isso vai-se pondo a mesa e em menos de nada o comer vai estár pronto!


1 embalagem 500 ml de carne picada já frita
250 gr laços
azeite q. b.
1 frasco de molho tomate do pingo doce
1 c. chá alho em pó
1 c. chá mangericão seco
sal q. b.
100 gr mozarella ralada
1 dl leite/natas
parmesão ralado



Cozer a massa em água abundante e sal até estár al dente.
Num tacho deitar a carne e em lume brando desprender a carne até que descongele por completo. 
Escorrer a massa e deitar sobre a carne juntando um fio de azeite. Juntar o molho de tomate. Eu gosto muito do molho de tomate com basílico do pingo doce. Juntar o alho em pó,as ervas aromáticas e ajustar o sal. Juntar a mozarella ralada. Juntar o leite (ou natas ou sour cream, ou até água da cozedura da massa) para soltar um pouco a massa. Envolver sobre lume brando. E já está!
Servir com parmesão ralado.

7 de janeiro de 2017

Bolo de Cenoura

As cenouras além de contribuírem com a sua doçura conferem também humidade e textura aos bolos. O bolo de cenoura é um clássico! Gosto de experimentar várias versões e esta é uma favorita! A receita super aromatica, testada e aprovada é da Rachel Allen.



2 ovos
150 ml óleo
200 gr açúcar amarelo
300 gr cenora ralada
75 gr noz ou noz pecan (não usei)
175 gr farinha
1 c. chá fermento
1/2 c. chá bicarbonato de sódio
1 c. chá canela
1 c. chá five spice
pitada de sal

Pré-aquecer o forno a 175ºc. Alinhar numa forma para bolos untada o papel vegetal.
Numa taça bater os ovos, juntando o óleo e o açúcar. Peneirar os ingredientes secos e juntar ao preparado envolvendo delicadamente. Juntar a cenoura e nozes picadas se usar.
Levar ao forno por 50 minutos.
Esperar cerca de 15 minutos depois de retirar do forno para desenformar. Durante este tempo pode-se fazer a cobertura.

A pedido das crianças cá de casa recorremos à cobertura de chocolate do bolo de cenoura do livro base da bimby: 40 gr de manteiga, 70 gr de açúcar, 40 gr de chocolate em pó, 40 gr de leite. Programa-se 8 minutos na Varoma, vel. 2.

14 de setembro de 2016

Bolo de Iogurte de Citrinos e Coco

Esta versão d'A Vida no Paraíso do bolo de iogurte só podia ser divinal!
Testada e aprovada cá em casa!

1 iogurte grego de limão, laranja e tangerina
50 g coco ralado
4 ovos
240 g açúcar
85 g óleo
150 g farinha
1 c. sobremesa fermento
1 limão, raspa 

Numa taça bater os ovos, o açúcar, o iogurte, o coco e o óleo.
Adicionar a farinha e o fermento e envolver bem, juntar por fim a raspa do limão.
Colocar a massa numa forma untada e polvilhada com farinha, vai ao forno pré-aquecido a 180º até estar cozido, mas sem que fique demasiado seco.

8 de setembro de 2016

Nuvem de Morango da Annabel Langbein

Sobremesa super fácil, rápida e práctica de fazer!



150 gr bolachas (usei de aveia)
1/2 cháv. coco ralado
1 1/2 c. chá canela
100 gr manteiga derretida
2 claras de ovo à temp. ambiente
1 cháv. açúcar
250 gr morangos em pedaços (mais alguns para decorar)
1 c. sopa suno de limão
1 c. chá extracto de baunilha

Forrar uma forma de 26 ou 28 cm e fundo amovível com papel vegetal. Picar as bolachas e misturar o coco ralado, a canela e a manteiga derretida. Envolver tudo muito bem e deitar na forma pressionando para criar uma base. Refrigerar enquanto se prepara o recheio.
Na taça de uma batedeira eléctrica deitar as claras, o açúcar, os morangos em pedaços e o extracto de baunilha. Bater a alta velocidade 6 a 8 minutos até que fique uma mistura fofa e o açúcar se tenha dissolvido. Deitar a mistura sobre a base alisando a superfície e levar ao congelador por, pelo menos, 4 horas.
Para servir decorar com morangos e cortar com uma faca aquecida em água quente. Pode também servir com molho de framboesa ou outro fruto a gosto.

2 de março de 2015

Pão de Ló Victória

Este pão de ló fica bem amanteigado e o açúcar amarelo confere um travo a caramelo que adorei! Com o recheio fica bem fresquinho. É ideal para um dia primaveril. E a sua preparação é também muito simples depois de reunidos os ingredientes.


175 gr manteiga (mais para untar)
175 gr farinha c/ fermento
1 c. chá fermento em pó
175 gr açúcar amarelo
3 ovos

recheio:
3 c. sopa compota de framboesa
300 ml natas espessas batidas
16 morangos frescos

Pré-aqueça o forno a 180º. Unte e forre com papel vegetal uma forma de 20 cm com fundo amovível.
Peneire a farinha e fermento para uma taça e junte a manteiga, o açúcar e os ovos. Bata até ficar cremoso. Deite o preparado na forma alisando a superfície.
Vai ao forno cerca de 40 minutos ou até o teste do palito sair seco.
Deixe arrefecer por 5 minutos e depois desenforme e deixe arrefecer completamente. Corte o bolo ao meio no sentido horizontal.
Bata o mascarpone e nele envolva as natas.
Barre a superfície da metade inferior com a compota, depois cerca de metade da mistura das natas e queijo e depois espalhe metades de morangos reservando uns 4.
Faça a montagem da outra metade do bolo. No topo barre as restantes natas e disponha os restantes morangos em metades.
Pode decorar com folhas de hortelã.

9 de fevereiro de 2015

Sopa de Espinafres

Esta é umas das sopas que nos tem ajudado a suportar este frio imenso! Simples e rápida, aproveitando a autonomia da bimby enquanto há banhos de crianças e organização de mochilas para o dia seguinte...



500 gr abóbora
1 courgette pequena
1 alho francês
1 dente de alho
2 batatas médias
2 cenouras pequenas
1 fio azeite
sal
300 gr espinafres (congelados)

Colocar todos os ingredientes no copo da bimby excepto os espinafres. Encher com água até tapar os vegetais. Ligar 20 min./colh. inv./100º. Terminado o tempo tritura-se a sopa em 1 min./vel. 7 até 9.
Juntam-se os espinafres já descongelados e coze por mais uns 10 min./colh. inv./100º.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails