5 de Outubro de 2013

Curd de Limão e Mirtilho

Chegaram as primeiras chuvas deste Outono. E com ela a vontade de ligar o forno e sentir o cheirinho da confort food pela casa... A vocês não acontece o mesmo? Julgo até que deve ser por isso que o Outono é o favorito para alguns de vós.
Eu cá gosto mais da Primavera! E ainda não me resignei ao fim do Verão!
Nos próximos dias parece que vai ser o sol a levar a melhor!
E em jeito de despedida, venho aqui deixar um sabor bem fresquinho como é o do limão, mas com as notas silvestres do mirtilho para adoçar estes dias solarengos...




300 gr mirtilhos
2 limões, sumo e raspa
300 gr açúcar
100 gr manteiga
3 ovos

Numa caçarola, com água apenas para os cobrir, leva-se os mirtilhos a ferver, em lume brando, por 10 minutos.
Na bimby pulveriza-se o açúcar, 20 seg, vel 9.
Junta-se as cascas de limão e ralam-se, 15 seg, vel 9.
Adiciona-se o sumo dos limões, os mirtilhos escorridos e 2 colheres de sopa da água onde cozeram. Programa-se 2 min., vel 5 até 7.
Depois adiciona-se a manteiga e envolve-se por 1 min., vel 2.
Junta-se por fim os ovos e mistura-se 15 seg, vel 4. Programa-se ainda mais 10 min., 80º, vel 2.
Retira-se e reserva-se em frascos esterilizados no frigorifico.

27 de Setembro de 2013

Pudim 3 Leites

Desde que vi este pudim no blog da Catarina que já o repliquei um porrada de vezes!!  Aliás foi o must have do mês de Agosto! É um mês de festa na família, contando a maioria dos aniversários. E quando combinavamos a presença em mais uma festa surgia a questão: "Fazes o pudim?" É claro que eu fazia! E assim dividia-se a culpa deste doce pecado...
 A receita é fácil de lembrar e o pudim é ainda mais fácil de comer... desaparece num instante!























 
1 lata leite condensado
1 lata leite
1 pacote de natas
4 ovos
caramelo líquido q. b.

Pré-aquecer o forno a 180º c.
Envolver o leite condensado, o leite e as natas. Juntar os ovos e voltar a envolver tudo muito bem.
Untar com caramelo uma forma de chaminé e levar ao forno, em banho maria, por 1 hora.

26 de Setembro de 2013

Tarte de Maçã

Todos os dias a Beatriz leva o lanche de casa e, chegando à creche agarra noutro saquinho com lanche que disponibilizam. Desde que a escola começou que aparecem, ao fim do dia, maçãs na minha fruteira. Já lá estavam 6!
Peguei no livro de receitas da bimby e procurei uma com maçãs! Encontrei várias. Mas quando reparei que a tarte de maçã indicava 2 minutos para preparação, não pensei duas vezes. Aqui está ela!

Apesar da receita ser para a bimby, pode facilmente adaptar-se ao método tradicional.
























6 maçãs
sumo de 1 limão
1 ovo inteiro
2 gemas
150 gr açúcar
130 gr manteiga
10 gr vinho do Porto
170 gr farinha
2 1/2 c. chá fermento
1 pitada de sal

Pré-aquecer o forno a 180º c.
Descascar as maçãs em quartos e depois laminar finamente sem chegar ao fim. rega-se com o sumo do limão e reserva-se.
A seguir, no copo, coloca-se o ovo, as gemas, o açúcar e programa-se 2 min, 37º, vel 4.
Junta-se a manteiga, o vinho do Porto, programa-se 6 seg., vel. 4.
Adiciona-se o fermento e a farinha e o sal, programa-se 15 seg., vel. 3.
Deita-se numa forma de fundo amovível colocando por cima as maçãs laminadas. leva-se ao forno cerca de 30 minutos. Verifica-se com um palito, ao sair limpo, que já cozeu.
Pode-se polvilhar com açúcar em pó para servir.

24 de Agosto de 2013

Pastitsio


Hoje foi um dia muito ventoso e também um dia em que a preguicite me atacou aproveitando que eu baixei a minha guarda por estár de folga... Só tomei coragem para ligar o forno! E vir aqui ao blog tirar umas teias de aranha...


Amanhã voltarei ao modo de Verão...


  
4 c. sopa azeite
1 cebola grande, picada
2 c. sopa salsa picada
2 dentes de alho picados
850 gr carne picada, porco e vaca
1 folha louro
1 c. chá canela
125 ml vinho branco
400 gr tomate enlatado, picado
450 gr massa (gosto de penne)
30 gr manteiga
1 c. chá hortelã seca
1 c. sopa pão ralado

Béchamel
120 gr manteiga
125 gr farinha
1 l leite
noz moscada

Num tacho fritar a cebola em azeite até estár dourada. Junta-se a salsa e o alho e deixa-se apurar uns segundos antes de juntar a carne. Frita-se a carne alguns minutos, até secar. Tempera-se de sal e pimenta, junta-se a folha de louro e a canela em pó. Junta-se o vinho e deixa-se cozinhar até evaporar. Junta-se o tomate e cerca de 250 ml de água e continua a cozinhar, em lume brando, por 10 a 15 minutos.
A carne não deve ficar muito seca! Retira-se do lume e reserva-se.
Pré-aquecer o forno a 180ºc. Entretanto coze-se a massa em água abundante com sal. Quando estiver al dente escorre-se. Envolver na massa a manteiga e a hortelã seca e o pão ralado. (Já saltei este passo muitas vezes, por vezes porque não tenho hortelã seca, outras vezes não tinha o pão ralado...).
Num pirex espalha-se metade da massa, depois a carne picada seguida da restante massa. com uma colher de pau pressiona-se ligeiramente para que fique um empadão compacto. Reserva-se e prepara-se o béchamel.
Eu deitei todos os ingredientes na bimby, temperei de sal e pimenta e programei por 12 minutos, 90º, vel. 4.
Verte-se o molho sobre a massa e vai ao forno gratinar.
Deixar descansar uns minutos antes de servir.



O interior...


Fonte: Falling Cloudberries, Tessa Kiros.

26 de Abril de 2013

Bolo de Fécula


Este foi o bolo que escolhi para festejar o aniversário da minha mãe.
É o famoso bolo de fécula de batata da Leonor de Sousa Bastos. Ficou-me debaixo de olho e era o tipo de bolo ideal! Clássico, requintado e, ao mesmo tempo, simples!
Confesso que não é o meu bolo favorito, mas a minha mãe adorou! E era isso que eu queria!



8 ovos
250 gr de açúcar
160 gr de fécula de batata
 

Creme pasteleiro
200 ml de natas
800 ml de leite
6 gemas
200 gr de açúcar
80 gr de amido de milho
casca de limão
125 gr de coco ralado

Pré-aquecer o forno a 180º c.
Untar com manteiga e forrar com papel vegetal duas formas com cerca de 22 cm de diâmetro.
Bater as gemas com o açúcar durante cerca de 15 minutos, ou até que tenham triplicado de volume e estejam esbranquiçadas.
Bater as claras em castelo.
Misturar um 1/3 das claras nas gemas, batendo até que esteja homogéneo.
Misturar as claras restantes, com cuidado, usando uma espátula.
Peneirar a fécula sobre a massa, aos poucos, misturando suavemente.
Dividir a massa pelas duas formas e cozer durante cerca de 15 a 20 minutos ou até que um palito inserido no centro do bolo saia seco.
Retirar do forno e deixar arrefecer completamente sobre uma grade antes de desenformar.

Creme pasteleiro
Misturar o açúcar com o amido de milho, um pouco de leite e as gemas.
Misturar o restante leite com a nata e a casca de limão, num tacho, e levar ao lume até ferver.
Verter sobre a primeira mistura, mexendo bem e levar de novo ao lume, mexendo regularmente até ferver e engrossar.
Retirar do lume, colocar o creme numa taça e tapar com película aderente, colocando a película “colada” ao creme para evitar que se forme uma crosta à superfície. Refrigerar até arrefecer (pode colocar-se numa taça dentro de um banho-maria de água com gelo e bater até arrefecer completamente).
Antes de usar o creme, bater novamente.
Colocar uma metade de bolo num prato, espalhar por cima uma porção de creme e colocar a outra metade por cima.
Cobrir completamente o bolo com o creme e cobrir com coco ralado.


25 de Janeiro de 2013

Bolo de Framboesa e Pêra

Este bolo foi uma agradável surpresa! É delicioso!!!
Pereceu-me tão bem... Agora apetece-me incluir as framboesas em todo e qualquer menú!!



150 gr manteiga amolecida
150 gr açúcar
3 ovos
1 limão, raspa
75 gr farinha peneirada
1 1/2 c. chá de fermento
155 gr amêndoa em pó
3 pêras em pedaços
125 gr framboesas
amêndoa laminada q. b.
açúcar em pó q. b.

Pré-aquecer o forno a 180ºc. Untar e enfarinhar uma forma de 20 ou 22 cm.
Bate-se o açúcar com a manteiga. Junta-se os ovos, um por um. E também a raspa do limão.
Adiciona-se a farinha, o fermento e a amêndoa em pó e envolve-se tudo a uma velocidade baixa. Com uma colher grande envolve-se os pedaços de pêra e depois as framboesas.
Deita-se na forma e polvilha-se com a amêndoa laminada.
Leva-se ao forno por 50 minutos.
Depois de desenformar polvilha-se com açúcar em pó.

8 de Novembro de 2012

Bolo de Laranja

Já experimentei várias receitas de bolo de laranja. Esta é a minha preferida! É simples mas, excelente!
Sim, é isso mesmo: EXCELENTE!!!



Rick Stein:
"To be accurate, I suppose this cake should be known as Margie Agostini's orange cake. It was her signature dish at her greatly missed Caffe Agostini in Woollahra in Sydney. It seemed to me to be just made for Sicilian oranges. The recipe came from an article in the Times by Jill Dupleix, although I had eaten the cake at the cafe a few years earlier and I thought it was amazing. As Jill says, it has to be the richest, moistest, butteriest and yet lightest orange cake in the world."




Bolo:
250 gr manteiga, temp. ambiente
250 gr açúcar
4 ovos
1 laranja, raspa e sumo
250 gr farinha com fermento

Icing (nunca faço):
125 gr acúcar em pó
5 c. sopa sumo fresco de laranja


Pré-aquecer o forno a 175ºc.
Preparar a forma, eu costumo usar uma de buraco de silicone.
Bater a manteiga e o açúcar muito bem (5 min./vel. 4; se estiver um frio de rachar como hoje seleccionar a temperatura de 37º nos primeiros 2 minutos)
À mesma velocidade ir deitando os ovos, um por um. Adicionando o seguinte só quando o anterior estiver bem incorporado. Se a massa talhar pode-se deitar um pouco da farinha.
Adiciona-se também a raspa da laranja.
Parar de bater. Deitar a farinha de uma só vez. Envolver bem (15 seg./vel. 3.).
No fim deitar o sumo e envolver outra vez (10 seg./vel. 3).
Levar ao forno por 45 a 50 minutos.

Deixar arrefecer antes de desenformar.


1 de Novembro de 2012

Rolinhos de Salsicha

Estes rolinhos foram direitinhos para a festa de Halloween da escola da Beatriz! A receita é da Nigella que lhes chama Pigs in Blankets, expressão usual e engraçada que significa porcos (salsichas) em cobertores (massa)!
Gostei de notar a presença do red leicester na massa e, por isso, decidi experimentar! Para uma próxima vez acho que ainda vou juntar mais queijo!
Comem-se de uma só dentada e são perfeitos para todo o tipo de festas. Os miúdos apreciaram e os graúdos também!
Rendeu 48 rolinhos e ainda sobrou massa para, pelo menos, mais uma lata de salsichas, que congelei.



375 gr farinha com fermento
25 gr red leicester ralado
1 c. chá sal
250 ml leite
3 c. sopa óleo vegetal
1 ovo
salsichas cocktail q.b.

Misturar com um garfo o queijo e a farinha numa taça grande.
Bater à parte o leite com o sal, óleo e ovo. Verter na farinha e envolver com o garfo. Neste ponto é necessário juntar mais farinha até se conseguir moldar a massa com as mãos. Esticar com um rolo da massa e cortar em tiras para cobrir as salsichas. 
Como as salsichas cocktail estavam esgotadas recorri a duas latas de salsichas normais que cortei em 3 partes iguais. 
Pincelar com um ovo batido ou leite e levar a forno pré-aquecido por 15 min. a 220º.



11 de Outubro de 2012

Strogonoff

A minha filha adora este strogonoff! Eu costumo fazer outra receita, mas num dia mais apressado converti-me a esta versão com menos ingredientes.
É caso para dizer: Less is more!



800 gr peito de frango cortado para strogonoff
1 cebola
2 dentes alho
azeite q. b.
1 folha louro
1 lata cogumelos
cerveja mini
1 c. sopa mostarda
1 pacote natas
sal
pimenta
noz moscada



Picar a cebola e os dentes de alho para um tacho e levar a refogar em azeite com a folha de louro. Juntar a carne, temperar de sal, pimenta e noz moscada e deixar fritar. Juntar os cogumelos.
Junta-se a cerveja e a mostarda e deixa-se apurar.
No fim deita-se as natas para engrossar o molho.
Servir com arroz branco e batatas fritas!

3 de Outubro de 2012

Salada de Meloa e Presunto com Feta

Tempo... Ó Tempo anda para trás! 
Tempo!? Preciso de ti, Tempo!

E é assim, em jeito de fugida, que deixo esta receita, a mais repetida à mesa no mês de Agosto! Toda a gente sabe, com certesa, que a meloa e o presunto fazem um casamento prefeito. Serve-se muitas vezes num espeto pequeno para se confinar a uma só dentada! Mas eu não tenho tempo para espetos... e resolvi juntar tudo numa saladeira e esfarelar queijo feta conforme vi algures, não me lembro onde...
O que é certo, é que mesmo sem tempo, esta salada agradou o palato de muitos. 
É de preparação super rápida e super fácil, ora vejam:



1 meloa bem fria e doce
8 fatias de presunto (gosto dele bem curado)
100 gr queijo feta

Corte a meloa em cubos ou, se tiver o instrumento adequado, faça bolinhas da polpa da meloa.
Desfie as fatias de presunto. Esfarele o queijo feta por cima dos ingredientes anteriores, já dentro de uma saladeira.

Related Posts with Thumbnails