2 de março de 2015

Pão de Ló Victória

Este pão de ló fica bem amanteigado e o açúcar amarelo confere um travo a caramelo que adorei! Com o recheio fica bem fresquinho. É ideal para um dia primaveril. E a sua preparação é também muito simples depois de reunidos os ingredientes.


175 gr manteiga (mais para untar)
175 gr farinha c/ fermento
1 c. chá fermento em pó
175 gr açúcar amarelo
3 ovos

recheio:
3 c. sopa compota de framboesa
300 ml natas espessas batidas
16 morangos frescos

Pré-aqueça o forno a 180º. Unte e forre com papel vegetal uma forma de 20 cm com fundo amovível.
Peneire a farinha e fermento para uma taça e junte a manteiga, o açúcar e os ovos. Bata até ficar cremoso. Deite o preparado na forma alisando a superfície.
Vai ao forno cerca de 40 minutos ou até o teste do palito sair seco.
Deixe arrefecer por 5 minutos e depois desenforme e deixe arrefecer completamente. Corte o bolo ao meio no sentido horizontal.
Bata o mascarpone e nele envolva as natas.
Barre a superfície da metade inferior com a compota, depois cerca de metade da mistura das natas e queijo e depois espalhe metades de morangos reservando uns 4.
Faça a montagem da outra metade do bolo. No topo barre as restantes natas e disponha os restantes morangos em metades.
Pode decorar com folhas de hortelã.

9 de fevereiro de 2015

Sopa de Espinafres

Esta é umas das sopas que nos tem ajudado a suportar este frio imenso! Simples e rápida, aproveitando a autonomia da bimby enquanto há banhos de crianças e organização de mochilas para o dia seguinte...



500 gr abóbora
1 courgette pequena
1 alho francês
1 dente de alho
2 batatas médias
2 cenouras pequenas
1 fio azeite
sal
300 gr espinafres (congelados)

Colocar todos os ingredientes no copo da bimby excepto os espinafres. Encher com água até tapar os vegetais. Ligar 20 min./colh. inv./100º. Terminado o tempo tritura-se a sopa em 1 min./vel. 7 até 9.
Juntam-se os espinafres já descongelados e coze por mais uns 10 min./colh. inv./100º.

7 de fevereiro de 2015

Tâmaras com Bacon

Bem, não vos trago nenhuma receita, mas não podia deixar de publicar.

Esta entrada pecaminosa na qual me deixo cair em desgraça estava limitada pela minha falta de vontade em sujar todo o fogão (e muitas vezes eu também) com salpicos oleosos e nada atraentes.
Durante anos andei tão certinha... até que um dia - há poucos dias - me lembrei de experimentar na actifry!
Bastaram 8 minutos para pecar outra vez! 
Fica a sugestão para o fim-de-semana. Haverá alguém que divida comigo a culpa???



tâmaras q. b.
fatias de bacon

Cortar as fatias de bacon ao meio e enrolar uma tâmara descaroçada em cada metade. Prender com um palito.
Programar 8 minutos.
Se a fatia de bacon for mais fina precisará de menos tempo, portanto, deverá vigiar.



11 de janeiro de 2015

Maçãs Assadas na Actifry

 Agora que o corpo está habituado ao miminho de uma sobremesa doce mas que enfrenta os kilos a mais ganhos na quadra que passou, nada melhor que umas maçãs assadas!
Acabadinhas de fazer aquecem corpo e alma...


Para 4 maçãs reinetas com cerca de 1,500Kg:
Descaroçar as maçãs e colocar na forma da actifry sem pá. Encher até meio das maçãs com açúcar amarelo e colocar um pau de canela em cada, acabar de encher com açúcar amarelo. Verter cerca de 300 ml de água nas maçãs e salpicar com um punhado de sultanas douradas. Polvilhar com flower power.
Marcar 20 minutos na actifry, ir mudando a posição das maçãs durante a assadura. No final do tempo verificar se as maçãs estão assadas. Eu seleccionei mais 5 minutos para as que fiz.
Servir com a calda de açúcar e com as sultanas douradas.


5 de outubro de 2013

Curd de Limão e Mirtilho

Chegaram as primeiras chuvas deste Outono. E com ela a vontade de ligar o forno e sentir o cheirinho da confort food pela casa... A vocês não acontece o mesmo? Julgo até que deve ser por isso que o Outono é o favorito para alguns de vós.
Eu cá gosto mais da Primavera! E ainda não me resignei ao fim do Verão!
Nos próximos dias parece que vai ser o sol a levar a melhor!
E em jeito de despedida, venho aqui deixar um sabor bem fresquinho como é o do limão, mas com as notas silvestres do mirtilho para adoçar estes dias solarengos...




300 gr mirtilhos
2 limões, sumo e raspa
300 gr açúcar
100 gr manteiga
3 ovos

Numa caçarola, com água apenas para os cobrir, leva-se os mirtilhos a ferver, em lume brando, por 10 minutos.
Na bimby pulveriza-se o açúcar, 20 seg, vel 9.
Junta-se as cascas de limão e ralam-se, 15 seg, vel 9.
Adiciona-se o sumo dos limões, os mirtilhos escorridos e 2 colheres de sopa da água onde cozeram. Programa-se 2 min., vel 5 até 7.
Depois adiciona-se a manteiga e envolve-se por 1 min., vel 2.
Junta-se por fim os ovos e mistura-se 15 seg, vel 4. Programa-se ainda mais 10 min., 80º, vel 2.
Retira-se e reserva-se em frascos esterilizados no frigorifico.

27 de setembro de 2013

Pudim 3 Leites

Desde que vi este pudim no blog da Catarina que já o repliquei um porrada de vezes!!  Aliás foi o must have do mês de Agosto! É um mês de festa na família, contando a maioria dos aniversários. E quando combinavamos a presença em mais uma festa surgia a questão: "Fazes o pudim?" É claro que eu fazia! E assim dividia-se a culpa deste doce pecado...
 A receita é fácil de lembrar e o pudim é ainda mais fácil de comer... desaparece num instante!























 
1 lata leite condensado
1 lata leite
1 pacote de natas
4 ovos
caramelo líquido q. b.

Pré-aquecer o forno a 180º c.
Envolver o leite condensado, o leite e as natas. Juntar os ovos e voltar a envolver tudo muito bem.
Untar com caramelo uma forma de chaminé e levar ao forno, em banho maria, por 1 hora.

26 de setembro de 2013

Tarte de Maçã

Todos os dias a Beatriz leva o lanche de casa e, chegando à creche agarra noutro saquinho com lanche que disponibilizam. Desde que a escola começou que aparecem, ao fim do dia, maçãs na minha fruteira. Já lá estavam 6!
Peguei no livro de receitas da bimby e procurei uma com maçãs! Encontrei várias. Mas quando reparei que a tarte de maçã indicava 2 minutos para preparação, não pensei duas vezes. Aqui está ela!

Apesar da receita ser para a bimby, pode facilmente adaptar-se ao método tradicional.
























6 maçãs
sumo de 1 limão
1 ovo inteiro
2 gemas
150 gr açúcar
130 gr manteiga
10 gr vinho do Porto
170 gr farinha
2 1/2 c. chá fermento
1 pitada de sal

Pré-aquecer o forno a 180º c.
Descascar as maçãs em quartos e depois laminar finamente sem chegar ao fim. rega-se com o sumo do limão e reserva-se.
A seguir, no copo, coloca-se o ovo, as gemas, o açúcar e programa-se 2 min, 37º, vel 4.
Junta-se a manteiga, o vinho do Porto, programa-se 6 seg., vel. 4.
Adiciona-se o fermento e a farinha e o sal, programa-se 15 seg., vel. 3.
Deita-se numa forma de fundo amovível colocando por cima as maçãs laminadas. leva-se ao forno cerca de 30 minutos. Verifica-se com um palito, ao sair limpo, que já cozeu.
Pode-se polvilhar com açúcar em pó para servir.

24 de agosto de 2013

Pastitsio


Hoje foi um dia muito ventoso e também um dia em que a preguicite me atacou aproveitando que eu baixei a minha guarda por estár de folga... Só tomei coragem para ligar o forno! E vir aqui ao blog tirar umas teias de aranha...


Amanhã voltarei ao modo de Verão...


  
4 c. sopa azeite
1 cebola grande, picada
2 c. sopa salsa picada
2 dentes de alho picados
850 gr carne picada, porco e vaca
1 folha louro
1 c. chá canela
125 ml vinho branco
400 gr tomate enlatado, picado
450 gr massa (gosto de penne)
30 gr manteiga
1 c. chá hortelã seca
1 c. sopa pão ralado

Béchamel
120 gr manteiga
125 gr farinha
1 l leite
noz moscada

Num tacho fritar a cebola em azeite até estár dourada. Junta-se a salsa e o alho e deixa-se apurar uns segundos antes de juntar a carne. Frita-se a carne alguns minutos, até secar. Tempera-se de sal e pimenta, junta-se a folha de louro e a canela em pó. Junta-se o vinho e deixa-se cozinhar até evaporar. Junta-se o tomate e cerca de 250 ml de água e continua a cozinhar, em lume brando, por 10 a 15 minutos.
A carne não deve ficar muito seca! Retira-se do lume e reserva-se.
Pré-aquecer o forno a 180ºc. Entretanto coze-se a massa em água abundante com sal. Quando estiver al dente escorre-se. Envolver na massa a manteiga e a hortelã seca e o pão ralado. (Já saltei este passo muitas vezes, por vezes porque não tenho hortelã seca, outras vezes não tinha o pão ralado...).
Num pirex espalha-se metade da massa, depois a carne picada seguida da restante massa. com uma colher de pau pressiona-se ligeiramente para que fique um empadão compacto. Reserva-se e prepara-se o béchamel.
Eu deitei todos os ingredientes na bimby, temperei de sal e pimenta e programei por 12 minutos, 90º, vel. 4.
Verte-se o molho sobre a massa e vai ao forno gratinar.
Deixar descansar uns minutos antes de servir.



O interior...


Fonte: Falling Cloudberries, Tessa Kiros.

26 de abril de 2013

Bolo de Fécula


Este foi o bolo que escolhi para festejar o aniversário da minha mãe.
É o famoso bolo de fécula de batata da Leonor de Sousa Bastos. Ficou-me debaixo de olho e era o tipo de bolo ideal! Clássico, requintado e, ao mesmo tempo, simples!
Confesso que não é o meu bolo favorito, mas a minha mãe adorou! E era isso que eu queria!



8 ovos
250 gr de açúcar
160 gr de fécula de batata
 

Creme pasteleiro
200 ml de natas
800 ml de leite
6 gemas
200 gr de açúcar
80 gr de amido de milho
casca de limão
125 gr de coco ralado

Pré-aquecer o forno a 180º c.
Untar com manteiga e forrar com papel vegetal duas formas com cerca de 22 cm de diâmetro.
Bater as gemas com o açúcar durante cerca de 15 minutos, ou até que tenham triplicado de volume e estejam esbranquiçadas.
Bater as claras em castelo.
Misturar um 1/3 das claras nas gemas, batendo até que esteja homogéneo.
Misturar as claras restantes, com cuidado, usando uma espátula.
Peneirar a fécula sobre a massa, aos poucos, misturando suavemente.
Dividir a massa pelas duas formas e cozer durante cerca de 15 a 20 minutos ou até que um palito inserido no centro do bolo saia seco.
Retirar do forno e deixar arrefecer completamente sobre uma grade antes de desenformar.

Creme pasteleiro
Misturar o açúcar com o amido de milho, um pouco de leite e as gemas.
Misturar o restante leite com a nata e a casca de limão, num tacho, e levar ao lume até ferver.
Verter sobre a primeira mistura, mexendo bem e levar de novo ao lume, mexendo regularmente até ferver e engrossar.
Retirar do lume, colocar o creme numa taça e tapar com película aderente, colocando a película “colada” ao creme para evitar que se forme uma crosta à superfície. Refrigerar até arrefecer (pode colocar-se numa taça dentro de um banho-maria de água com gelo e bater até arrefecer completamente).
Antes de usar o creme, bater novamente.
Colocar uma metade de bolo num prato, espalhar por cima uma porção de creme e colocar a outra metade por cima.
Cobrir completamente o bolo com o creme e cobrir com coco ralado.


25 de janeiro de 2013

Bolo de Framboesa e Pêra

Este bolo foi uma agradável surpresa! É delicioso!!!
Pereceu-me tão bem... Agora apetece-me incluir as framboesas em todo e qualquer menú!!



150 gr manteiga amolecida
150 gr açúcar
3 ovos
1 limão, raspa
75 gr farinha peneirada
1 1/2 c. chá de fermento
155 gr amêndoa em pó
3 pêras em pedaços
125 gr framboesas
amêndoa laminada q. b.
açúcar em pó q. b.

Pré-aquecer o forno a 180ºc. Untar e enfarinhar uma forma de 20 ou 22 cm.
Bate-se o açúcar com a manteiga. Junta-se os ovos, um por um. E também a raspa do limão.
Adiciona-se a farinha, o fermento e a amêndoa em pó e envolve-se tudo a uma velocidade baixa. Com uma colher grande envolve-se os pedaços de pêra e depois as framboesas.
Deita-se na forma e polvilha-se com a amêndoa laminada.
Leva-se ao forno por 50 minutos.
Depois de desenformar polvilha-se com açúcar em pó.
Related Posts with Thumbnails